Buscar
  • odontocedroni

IMPLANTES o que são?



O implante dentário é um material fabricado a partir de titânio comercialmente puro, apresentando formato cilíndrico ou cônico. Tem sua aplicação clínica na substituição de elementos dentários perdidos devido a cárie, doença periodontal, trauma ou tumores. A cirurgia consiste em introduzir o implante no interior do osso na região onde houve a perda dentária. O implante irá fazer o papel da raiz dentária e a prótese será parafusada no interior do mesmo. O objetivo é devolver a capacidade de mastigação, buscando melhorar a estética, confiança e a qualidade de vida dos pacientes. A implantodontia tem sofrido grandes avanços nos últimos anos tanto nos materiais utilizados bem como nas técnicas cirúrgicas empregadas. Em busca de técnicas cada vez menos invasivas a implantodontia segue em evolução contínua. O instituto segue os protocolos que apresentam os melhores índices de sucesso baseado sempre no que existe de mais moderno no mundo. As taxas de sucesso são de mais de 98% nas instalações dos implantes. DIFERENCIAL DOS NOSSOS IMPLANTES - Dr Claudio Cedroni oferece um tratamento diferenciado baseado nas condições clínicas de cada paciente, no objetivo de maximizar os resultados. Existe grande oferta de tratamentos na atualidade que não proporcionam resultados ótimos aos pacientes. Contamos com todas as técnicas possíveis na área da reabilitação com m implantes. Somos pioneiros nas técnicas de reconstrução e regeneração óssea por meio de enxertos ósseos autógenos ou xenógenos. CIRURGIA GUIADA A Cirurgia Guiada é um dos principais avanços na área da implantodontia cirúrgica. A técnica, ainda pouco difundida no Brasil, traz os benefícios da tecnologia para a sala de cirurgia, garantindo maior precisão, conforto e segurança aos pacientes submetidos ao procedimento. O planejamento virtual em implantodontia é realizado utilizando um software, com o qual, através de uma tomografia computadorizada, é possível simular a localização, posicionamento e angulação dos implantes de acordo com a tomografia e qualidade óssea de cada paciente. Ao final do planejamento, é confeccionado por tecnologia CAM/CAD um guia cirúrgico prototipado contendo as localizações exatas de onde o cirurgião deverá realizar as perfurações e a colocação dos implantes. Desta maneira, é possível realizar uma cirurgia minimamente invasiva pelo fato de não ser necessário incisões (cortes), descolamento e exposição óssea. As principais vantagens, em relação à técnica convencional, é a precisão no posicionamento tridimensional dos implantes, além da redução substancial do tempo de cirurgia e de sangramento, menor edema e desconforto pós operatório dos pacientes. Reabilitação das arcadas dentárias superior e inferior ocorre em apenas 72 horas com técnica minimamente invasiva. CARGA IMEDIATA A cirurgia de Carga Imediata ou Protocolo de Branemark consiste na reabilitação protética em até 72 horas após a instalação dos implantes ósseos. Pode ser indicada para casos unitários ou em reabilitações de todos os dentes. Desta maneira, o paciente é submetido à cirurgia para colocação dos implantes ósseos e, após 72 horas, a prótese definitiva é instalada sobre os implantes. O planejamento é realizado através de uma tomografia computadorizada dos ossos maxilares para avaliação do volume ósseo remanescente. Atualmente, podemos utilizar recursos do planejamento virtual para melhor posicionamento dos implantes e redução do tempo cirúrgico. Existem diversas técnicas e materiais para a realização da cirurgia de carga imediata. A maioria dos casos podem ser tratados utilizando 4 implantes em cada arcada, sendo está técnica chamada de All-on-Four. Em casos de extrema atrofia óssea. Vantagens Apenas uma cirurgia Prótese definitiva em 72 horas Melhora na função mastigatória Rejuvenescimento facial Retorno ao convívio social Atualmente, uma grande quantidade de pacientes precisam ser submetidos à procedimentos reconstrutivos nos ossos da face. As causas podem ser divididas em congênitas ou adquiridas. As principais alterações ósseas congênitas são as fissuras faciais e as más formações craniofaciais. Dentre as alterações adquiridas podemos listas os tumores ósseos, sequela de traumatismo faciais e infecções. O planejamento deve ser realizado utilizando uma tomografia computadoriza e software de planejamento para avaliar a severidade de

cada caso. A cirurgia para reconstrução óssea consiste no transplante de osso da área doadora para a região afetada. As áreas doadoras podem ser tanto intra orais quanto extra orais. Para casos onde exige uma grande quantidade de tecido ósseo, podemos optar pela crista ilíaca ou calota . A cirurgia para reconstrução óssea consiste no transplante de osso da área doadora para a região afetada. As áreas doadoras podem ser tanto intra orais quanto extra orais. Para casos onde exige uma grande quantidade de tecido ósseo, podemos optar pela crista ilíaca ou calota craniana. Em casos de menor severidade, podemos coletar tecido ósseo da região de mento e ramo mandibular. O enxerto pode ser utilizado tanto em bloco corticomedular ou particulado e, se necessário, associado à enxerto de origem animal visando maior volume e estabilidade. Especificamente na área de implantodontia, podemos utilizar diversas técnicas a fim reconstruir regiões onde houve severa reabsorção óssea. As principais técnicas são: • Enxerto Corticomedular; • Enxerto Particulado associado a tela de titânio; • Levantamento de Seio Maxilar (Sinus Lift); As cirurgias podem ser realizadas em âmbito ambulatorial ou hospitalar, dependendo da técnica utilizada e da área doadora do enxerto ósseo. Após o transplante ósseo, é necessário um período de 4 a 8 meses para a integração e vascularização do enxerto.








11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo